A Organização Mundial de Saúde (OMS), os centros de controlo de doenças dos EUA (CDC) e a Direcção Geral de Saúde (DGS) alertaram para a recente identificação de uma nova estirpe de vírus da gripe do tipo A H1N1, a qual surgiu inicialmente em surtos no México, tendo origem suína. No seguimento das orientações da OMS, todos os países, incluindo Portugal, estão a intensificar as medidas de vigilância. Não há, até ao momento, conhecimento de qualquer caso no nosso país. Até ao presente, não existem restrições oficiais relativamente a deslocações às áreas afectadas. No entanto, os viajantes com destino a estas zonas devem estar devidamente informados sobre os riscos.
 
A UCS encontra-se a acompanhar de próximo a situação, em articulação com as autoridades de saúde. Para se manter a par da evolução da doença, aconselhamos também a consulta do site da DGS: www.dgs.pt< http://www.dgs.pt/>
 
Entretanto, a UCS elaborou um conjunto de Perguntas & Respostas, que se envia em anexo, para procurar ir ao encontro das dúvidas mais prementes que possa ter sobre este assunto.
 
Além disso, pela sua importância, reenviamos também, em anexo, as recomendações preventivas sobre lavagem das mãos e protecção contra o contágio através da tosse. Todos estes documentos vão também encontrar-se disponíveis no micro site do GRAV (Grupo de Resposta à Gripe Aviária), acessível através da intranet da TAP.
 
Perguntas e respostas
 
O que é a Gripe Suína?
A gripe suína é uma doença respiratória dos porcos causada por vírus influenza tipo A que originam surtos regulares de gripe nos porcos. A maioria dos vírus isolados mais recentemente é do subtipo H1N1.
 
Os humanos podem contrair gripe suína?
Os vírus da gripe suína habitualmente não infectam o homem. No entanto têm ocorrido infecções humanas esporadicamente em pessoas em contacto directo com porcos.
 
O vírus da gripe suína é contagioso?
O vírus influenza A H1N1 suíno é contagioso e transmite-se de pessoa a pessoa, mas actualmente ainda não se sabe com que facilidade se dissemina.
 
Quais são os sintomas da gripe suína em humanos?
Os sintomas são muito semelhantes aos da gripe sazonal humana, com febre, fadiga, perda de apetite, tosse e dores no corpo e de cabeça. Algumas pessoas também podem apresentar náuseas, vómitos e diarreia.
 
Como se transmite a gripe suína?
A gripe suína pode transmitir-se directamente dos animais às pessoas. A infecção humana é muito mais provável quando existe um contacto próximo com porcos infectados, como em quintas ou mercados.
 
A gripe suína pode ser transmitida entre humanos?
Pensa-se que este vírus se transmite de pessoa a pessoa do mesmo modo que o da gripe humana sazonal, através da tosse ou espirros. As pessoas também se podem infectar ao mexer na boca, nariz ou olhos com as mãos contaminadas.
 
Quando é que uma pessoa com gripe pode transmitir a doença a outra?
As pessoas infectadas podem transmitir a doença até cerca de 7 dias após o início da mesma.
 
Como posso evitar ser infectado?
Neste momento ainda não há vacina contra a gripe suína. Há alguns cuidados que podem evitar a transmissão dos microrganismos que causam doenças respiratórias como a gripe e que podem proteger a saúde de cada um:
 
o        Cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando tossir ou espirrar e deitar o papel no lixo após usar;
o        Lavar as mãos frequentemente com água e sabão, sobretudo após tossir ou espirrar; toalhetes com solução alcoólica também são eficazes;
o        Evitar tocar nos olhos, no nariz e na boca;
o        Evitar o contacto próximo com doentes com febre.
 
 
Posso contrair gripe suína por comer carne de porco?
Não. Os vírus da gripe suína não se transmitem pela comida. Não se pode contrair gripe suína comendo carne de porco ou seus derivados.
 
Que devo fazer se acabei de regressar de uma zona do globo afectada pela gripe suína ou se tiver contactado com alguém infectado?
Se visitou recentemente uma área em que foram identificados casos de gripe suína, ou se tiver contactado com alguém infectado, é importante monitorizar cuidadosamente a sua saúde por um período de cerca de 7 dias após o regresso. Desde que esteja bem, não é necessário isolar-se.
 
E se adoecer com sintomas de gripe após regressar de uma zona do globo afectada?
Se, nos cerca de 7 dias após o regresso, desenvolver febre alta acompanhada de um ou mais sintomas como tosse, dificuldade respiratória, dor de cabeça ou dores no corpo, náuseas, vómitos ou diarreia, deve:
- Permanecer em casa e evitar contacto com outras pessoas para não disseminar a doença.
-          Ligar para a Linha Saúde 24: 808242424
 
 
 
  
 
 
 
 
publicado por mudeidevida às 18:05